segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Livro: Belo desastre #1






Título original: Beautiful Disaster

Autora: Jamie McGuire
Editora: Verus
Páginas: 389
Assunto: Romance



Abby Abernathy, na companhia de sua amiga America, vai para universidade Eastern em busca de um recomeço. Abby passa seus dias estudando fazendo o possível para passar despercebida. America namora Shepley, que é primo do bad boy Travis Maddox.

Travis é adorado por uma legião de garotas, das quais se dividem em dois grupos: as que ele levou para a cama e as que ele vai levar para cama, forte, tatuado, estuda Direito Penal, paga seus estudos com o que ganha em lutas ilegais feitas nos porões da universidade.


Ao acompanhar America e Shepley para uma das lutas, Abby se depara com Travis, ele é exatamente tudo o que ela não precisa. A falta de interesse que Abby demonstra só atiça a curiosidade dele, conquista-la passa a ser um desafio, iniciando assim uma inusitada amizade.
"Nosso próximo lutador dispensa apresentações, mas como eu morro de medo dele, vou apresentar o cara mesmo assim! Tremam nas bases, rapazes, e fiquem de quatro, meninas! Com vocês, Travis "Cachorro Louco" Maddox!"
Após perder uma aposta, Abby tem que dividir o apartamento com Travis por um mês. A convivência durante esse período é extremamente intensa, com muitos momentos hilários. Ele representa tudo o que ela deixou para trás, tornando os sentimentos dela ainda mais nebuloso.
"Sabe por que eu te quero? Eu não sabia que estava perdido até que você me encontrou. Não sabia que estava sozinho até a primeira noite em que passei na minha cama sem você. Você é a única coisa certa na minha vida. Você é o que eu sempre esperei."
Uma leitura rápida com personagens apaixonantes mas repletos de imperfeições. Narrado em primeira pessoa, pelo ponto de vista de Abby, o livro é uma montanha russa de sentimentos e emoções que não foge da realidade.

Excesso de bebida, cigarro, sexo, ciúmes, lutas ilegais são alguns dos temas citados durante a narrativa, porém não é incitado nem criticado tais atos. 

O perturbado relacionamento dos protagonistas é retratado com toda deficiência da humanidade. O fato da história ter começo, meio e fim é outro fator positivo, pois o segundo livro não é uma continuação mas a mesma história contada pelo ponto de vista de Travis.


Comente...

2 comentários:

  1. Eu amei esse livro,só acho q estenderam dimais,se tivesse terminado na metade teria ficado perfeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi, realmente o livro poderia ser reduzido, mas é uma leitura gostosa, vale a pena ler.

      Excluir

IMPORTANTE

- Não utilize esse espaço para divulgar resenhas e promoções (existe outras maneiras de divulgar seu trabalho), comente e deixe o link do seu blog que irei visitar;

- Os comentários são muito bem vindos e importantes, pois enriquecem o conteúdo;

- Se você quer receber a resposta por e-mail, assine com a sua Conta do Google e marque a caixa "Notifique-me".