segunda-feira, 23 de maio de 2016

Livro: Proibido




Título original: Forbidden
Autora: Tabitha Suzuma
Editora: Valentina
Páginas: 304
Assunto: Romance / Drama



Lochan tem 17 anos, se encaixa entre as poucas pessoas de bom coração que existe no mundo, sempre lutando para manter sua família unida. Seus lindos olhos verdes já viram o sofrimento de perto mais vezes do que merecia, é forte, responsável, um pai para seus irmãos.

A doce Maya tem 16 anos, uma menina mulher, sua vida é marcada pela pobreza, privações e sofrimento. Desde cedo aprendeu que as coisas não são fáceis, é uma mãe para os irmãos, poucas vezes seus tristes olhos azuis encontram motivos para ver o mundo de uma forma diferente de sua triste realidade.

Lochan e Maya se compreendem, estão sempre juntos, do companheirismo nasce um sentimento novo, algo difícil de identificar, porém aos poucos este sentimento ganha força e passa a ter um nome... Amor!

"Eu me recuso a permitir que um rotulo do mundo exterior estrague o dia mais feliz da minha vida. O dia em que beijei o homem que sempre abracei em meus sonhos, mas nunca me permiti ver. O dia em que finalmente parei de mentir para mim mesma, parei de fingir que era apenas um tipo de amor que sentia por ele, quando na realidade eram todos os tipos possíveis e imagináveis de amor."

Negar, esconder, fugir, seria o correto a fazer, seria o correto perante a sociedade. Abominação, seriam vistos com olhos de horror por onde passassem. Ninguém compreenderia este amor, pois Lochan e Maya são irmãos.

"Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa?"

Os capítulos do livro são alternados entre os pontos de vista dos protagonistas, ambos têm uma vida muito sofrida, com responsabilidades de adultos para com a casa e os irmãos.

A realidade dura, nos aproxima dos personagens tornando-os concretos, verídicos. A habilidade da autora para com as palavras nos faz desejar pelo romance.

O tema incesto por si já é polêmico, a ambiguidade de sentimentos que fui nutrindo durante a leitura foi me consumindo, na realidade não estava preparada para algo tão doce em uma situação tão complicada. Contudo nada poderia me preparar para o desfecho que me aguardava.

Fiz a leitura deste livro já faz algum tempo e ainda não me recuperei, não consigo decidir se gostei ou não, não consigo decidir quantas estrelas ele merece, a única certeza que tenho é que todos deveriam ler, se colocar no lugar de Lochan e Maya. Tenha a mente aberta e saiba que:
"Nunca chorar doeu tanto."

4 comentários:

  1. Nossa, fiquei intrigada e curiosa com essa historia. Nunca tinha ouvido falar e com certeza é um tema polêmico, mas eu gostaria de conhecer esse desfecho. Já está na minha lista de leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nayara, se você tiver oportunidade leia!
      Beijos

      Excluir
  2. sou muito curiosa pra ler esse livro, tudo nele me chama atenção. Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia, é só isso que posso te falar!
      Obrigada.

      Excluir

IMPORTANTE

- Não utilize esse espaço para divulgar resenhas e promoções (existe outras maneiras de divulgar seu trabalho), comente e deixe o link do seu blog que irei visitar;

- Os comentários são muito bem vindos e importantes, pois enriquecem o conteúdo;

- Se você quer receber a resposta por e-mail, assine com a sua Conta do Google e marque a caixa "Notifique-me".