segunda-feira, 2 de junho de 2014

Livro: Todo dia






Título original: Every day
Autor: David Levithan
Editora: Galera Record
Páginas: 276
Assunto: Romance /  Young Adults



"A" tem 16 anos, sua idade é a única constante em uma vida totalmente variável. A não é homem nem mulher, não é braco nem negro, não sabe qual a cor dos olhos nem como é seu cabelo, não possui uma única família nem tem uma casa para chamar de lar, isso porque A cada dia acorda em um corpo diferente, cada dia sua história muda enquanto ele rouba aquele corpo em que vai habitar nas próximas 24 horas.

"Ontem eu era uma garota numa cidade que, imagino, fica a duas horas daqui. No dia anterior, era um garoto numa cidade a três horas da distância. Já estou me esquecendo dos detalhes deles. Tenho que esquecer; caso contrário, nunca vou me lembrar de quem sou realmente."

Ele não sabe porque sua vida é assim, nem quando se deu inicio, A é simplesmente A, vivendo um dia de cada vez, lutando diariamente com problemas reais e totalmente distintos do dia anterior. 

Em uma manhã ao acorda no corpo de Justin e conhecer sua namorada por aquele dia sua vida ganha novo significado, Rhiannon torna o mundo incerto de A mais confuso do que já era.

Como amar uma pessoa conhecendo somente seu interior? Como reconhecer alguém que está em constante mudança?

"Sei que ela só está sendo gentil. Mas, irracionalmente, também quero que haja algum tipo de reconhecimento. Quero que ela seja capaz de enxergar além deste corpo, de me ver dentro dele, de saber que é a mesma pessoa com quem ela passou uma tarde na praia."

Quando iniciei a leitura jamais imaginei me deparar com um livro tão reflexivo. É o tipo de história que te passa uma rasteira, te tira da zona de conforto, fazendo você pensar sobre seus conceitos e principalmente os preconceitos.

Pelos olhos de A, aprendemos a dar valor no aqui, no agora, afinal não sabemos o que pode acontecer amanhã, nem mesmo daqui uma hora.

Mesmo com a frequente mudança física, o personagem é bem construído, com uma personalidade forte, decidida. Mesmo com tudo conspirando para que tenha um caráter duvidoso A não desvia seu caminho.

Com um final que não agrada todos os leitores, o autor conseguiu passar de forma suave lições para ser levada por toda a vida, a forma como foi mesclado as lições de moral, ética e o romance deixa a leitura viciante.

Não espere o amanhã para mudar, não deixe para depois o que pode fazer agora, nunca esqueça nosso maior presente: a vida. Não julgue para não ser julgado. Deixe o egoismo de lado, viva intensamente. Todo dia é dia de ser feliz, de construir e realizar sonhos!

"_Qual seu nome hoje?

_A - respondo - Para você é sempre A."

2 comentários:

  1. Oi Aline :)

    Todo Dia é um dos melhores livros que já tive o prazer de ler, além de ser viciante é tocante. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriel, esse livro realmente é viciante, me marcou profundamente. Fico feliz de saber sua opinião!
      Beijos ♥

      Excluir

IMPORTANTE

- Não utilize esse espaço para divulgar resenhas e promoções (existe outras maneiras de divulgar seu trabalho), comente e deixe o link do seu blog que irei visitar;

- Os comentários são muito bem vindos e importantes, pois enriquecem o conteúdo;

- Se você quer receber a resposta por e-mail, assine com a sua Conta do Google e marque a caixa "Notifique-me".