segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Livro: Canção do cuco




Título original: Cuckoo Song 
Autora: Frances Hardinge
Editora: Novo Século
Páginas: 320
Assunto: Suspense / Terror



Triss Crescent desperta depois de um acidente sentindo-se confusa, não sabe explicar o que está acontecendo de errado, mas algo está faltando, algo não está certo.

Para completar a estranheza da situação a jovem de treze anos sente uma fome incontrolável, todo alimento disponível na dispensa dos Crescent não é suficiente para controlar nem amenizar a situação.

"Mãe, me ajuda, por favor, me ajuda, tá tudo esquisito, tudo errado, e parece que a minha cabeça é feita de pedaços e alguns estão faltando..."

Sua irmã Pen passa a tratá-la de uma forma agressiva, como se tivesse medo de se aproximar... Medo do que Triss possa fazer.

"Ela mente. Ela rouba. Ela grita e atira coisas. E... e ela me odeia. Odeia de verdade. Posso ver nos olhos dela. E não sei por quê."

Triss passa a acordar no meio da madrugada com folhas e galhos enroscados em seus cabelos, espalhados pela cama. Objetos inanimados passam a atacá-la, bonecas gritando, tesouras são atraídas para a garota.

A família Crescent não sabe o que fazer para ajudá-la, os pais não entendem o que está acontecendo, proteger a filha é a única coisa que conseguem fazer. Mas proteger do que ou de quem?

"Chegou o momento de descobrir quem eu realmente sou."

Em busca de uma leitura diferente do habitual me deparei com essa obra, ouvi vários elogios e decidi embarcar as cegas na história.

O livro nos leva a acompanhar a jovem Triss em sua jornada em busca do Arquiteto, dono das respostas de todas as dúvidas da garota.

O clima de suspense contido nas páginas é um fator positivo, porém não foi uma leitura agradável, mesmo a narrativa estando em terceira pessoa ela é parcial, pois só conhecemos o que é vivenciado pela protagonista, assim começamos a leitura completamente perdidos entre os acontecimentos.

Ao completar um terço da leitura já temos o segredo revelado, ai começa a enrolação, achei o restante do livro cansativo, o que tornou a leitura arrastada.

Quando terminei a leitura dei uma conferida na sinopse e lá estava escrito "nada é o que parece. Nem mesmo você" com toda certeza o livro é um quebra-cabeça onde podemos facilmente nos confundir.

Triss foi uma personagem que não conseguia decidir entre gostar ou não, com certeza aprendi muito com o crescimento da mesma na trama, da forma como ela conseguiu superar as dificuldades, seus medos.

Em suma a leitura deixou sim boas impressões, porém acredito que ver tantos elogios à obra fizeram eu criar grandes expectativas, que no final são foram supridas. Infelizmente a leitura não me agradou como esperava.

"Não saber quem somos pode ser assustador. Saber pode ser pior ainda."

0 comentários:

Postar um comentário

IMPORTANTE

- Não utilize esse espaço para divulgar resenhas e promoções (existe outras maneiras de divulgar seu trabalho), comente e deixe o link do seu blog que irei visitar;

- Os comentários são muito bem vindos e importantes, pois enriquecem o conteúdo;

- Se você quer receber a resposta por e-mail, assine com a sua Conta do Google e marque a caixa "Notifique-me".