segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Livro: A garota no trem





Título original: The girl on the train
Autora: Paula Hawkins
Editora: Record
Páginas: 378
Assunto: Thriller psicológico



A vida de Rachel saiu completamente do controle, após a separação passou a morar de favor na casa de uma amiga, que na verdade era mais como se fosse uma conhecida, perder o emprego foi outro golpe do destino, afundar-se na bebedeira era a cereja do bolo.

Todo dia no mesmo horário ela sai de casa, não que tenha o que fazer o dia todo, mais Cathy, sua "amiga" não pode descobrir que foi mandada embora, muito menos o motivo que levou a isso.

Uma vida resumida em tropeços, beber alivia a dor, porém ao voltar em si, descobre que seus atos não são os melhores durante a embriaguez, ligar para o ex marido Tom, ameaçar sua atual esposa Anna e filha são algumas das coisas que são lhe contada. Nada faz muito sentido, as lembranças são confusas.

No percurso de Ashbury para Londres o trem passa por várias casas, mas uma em especial sempre lhe chama a atenção, o casal feliz, que por sinal é vizinho da casa que seu ex vive com a atual família, é algo que lhe encanta, são perfeitos juntos.

Logo Rachel cria toda uma história para o romântico casal da casa de número 15, escolhe nomes, profissões, uma vida perfeita de faz de conta.

"Há rostos familiares nesses trens, gente que vejo toda semana, nas viagens de ida e volta. Eu reconheço essas pessoas e elas provavelmente me reconhecem também. Mas não sei se me veem como sou de verdade."

Uma manhã, quando o trem parou no ponto de rotina, para espanto de Rachel lá estava ela, a mulher perfeita fazendo algo desprezível aos seus olhos, o casal utópico desmoronou.

Ao passar alguns dias, descobre que a mulher pela qual criou toda uma vida perfeita, se chama Megan, e está desaparecida. Depois da cena presenciada não pode se calar, resolve então ir até a polícia contar tudo, todos precisam saber a verdade.

"Sei que Tom tem dó da Rachel, mas, honestamente, acho que chegou a hora de eu dar um jeito naquela vaca de uma vez por todas."

O livro é narrado em primeira pessoa, é apresentado para o leitor três pontos de vista distintos que vão se intercalando, a trama foi bem elaborada, mas contém fatos difíceis de serem aceitos.

Rachel é uma mulher conturbada, entrometida, preguiçosa. Além de se doer pelo acontecido ela se infiltra na vida das pessoas, sente-se no direito de opinar de uma forma abusiva, irritante.

Entre todos os personagens não conseguimos salvar nenhum, todos são suspeitos, mais de uma maneira muito negativa, o que acaba dificultando o envolvimento com a história.

A forma como alguns personagens são excessivamente bonzinhos, como a Cathy, ou extremamente pegajosos como a protagonista deixou o livro com ar de pouca veracidade.

CUIDADO SPOILER
(Se ainda não fez a leitura aconselho que passe direto para o final da resenha)

Rachel é a personagem mais irritante que tive o desprazer de conhecer, a maneira como abusa da boa vontade da amiga Cathy é absurda, esta por sua vez chega a ser cansativo ver a forma passiva com que trata sua hóspede.

Sério mesmo que nossa personagem beberrona não recorda absolutamente nada do que aconteceu durante sua bebedeira? Essa parte não me convenceu.

O passado de Megan também foi algo questionável e a atitude agressiva do marido dela em determinada cena foi desnecessária. Sem contar Tom e sua atual esposa, esse casal realmente se merecia, essas coisas acabaram deixando a impressão que ninguém valia um centavo na trama. Não consegui sentir empatia por ninguém 

FIM DO SPOILER

Se o objetivo do livro era transformar o leitor no expectador bisbilhoteiro, parabéns funcionou, passamos a ser stalker tanto quanto Rachel, desconfiamos de tudo e de todos.

Outro fato que não me agradou é que além das personagens serem fracas e submissas aos seus homens, colocando toda sua felicidade em estar com alguém, elas são a todo momento diminutas, descartáveis, são menosprezadas pelos personagens homens e se atacam entre si usando palavras como "Gorda", "Vaca"...

Em relação ao desfecho, não fui surpreendida, já esperava por esse final. Muitas pessoas estão amando a leitura, acredito que depois de ouvir tantos comentários positivo acabei colocando muita expectativa e me decepcionei.

Não é um livro ruim, mas passa longe de ser uma obra-prima, é fácil encontrar outros Thriller mais envolventes e até mesmo surpreendentes que este.

"Não sou mais o que eu era. Não sou mais atraente; acho que no fundo sou repelente. Não é só o fato de ter engordado, ou de meu rosto estar inchado de tanto beber e de dormir pouco; é como se as pessoas conseguissem ver o estrago em mim como um todo, elas veem isso no meu rosto, na minha postura, nos meus movimentos."

3 comentários:

  1. Olá, li o livro no começo do ano e parei na metade...bom, o que posso dizer é que, sim, a vida da Rachel é realmente confusa, mas ela vive absorta em sua imensidão de pensamentos que acabamos achando ela uma pessoa tão boa quanto os vinhos dela (kkk). Espero terminar a leitura até o fim do ano ainda. Gostei bastante da resenha! Beijos.
    www.docenerds.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Não consigo ter interesse por ler esse livro, ele não me chama atenção. Adorei a resenha, está muito boa :)

    ResponderExcluir
  3. Eu tinha super expectativa dessa história. Bom que você a diminuiu! Ainda quero ler pelas inúmeras boas reações que vi, mas com certeza, ja vou com um pé atrás.
    Beijos,
    Nay

    ResponderExcluir

IMPORTANTE

- Não utilize esse espaço para divulgar resenhas e promoções (existe outras maneiras de divulgar seu trabalho), comente e deixe o link do seu blog que irei visitar;

- Os comentários são muito bem vindos e importantes, pois enriquecem o conteúdo;

- Se você quer receber a resposta por e-mail, assine com a sua Conta do Google e marque a caixa "Notifique-me".