sexta-feira, 10 de julho de 2015

Crônica: Tem dias...


Tem dias que não sabemos bem ao certo o que dizer, não sabemos como devemos agir, aliás, não sabemos nem por onde começar.


E quando tudo fica assim, tão confuso, parece mesmo que não somos "bons de pensar". 

Tem dias que lá fora o céu está claro, mas nós enxergamos tudo em tons de cinza. 

Tem dias...

E nesses dias eu me pergunto: será que sou eu?

Eu fiz, eu causei, eu , eu, eu .. e quase me sufoco em tantos Eu.

O mundo muda, nós mudamos, tudo muda, mas acredito que o que é verdadeiro, o que nos é essencial, sempre vai estar ali, nos acompanhando a cada metamorfose, a cada nova etapa da nossa vida.

Tem dias que certezas dão lugar a muitas dúvidas e aí, sabe-se lá como será.

Tem dias que tudo parece doer.

Tem dias que os minutos ganham segundos a mais, tornam-se intermináveis.

Mas, ainda bem que apenas "tem dias" e amanhã... amanhã há de ser outro dia.

Tudo passa, tudo sempre passará, é o que dizem, mas o amor... ah, se é amor, ele há de ficar, infinito enquanto durar e deve durar para sempre.


Médica e autora do livro: Perfume de Hotel
contato@carlasgpacheco.com

0 comentários:

Postar um comentário

IMPORTANTE

- Não utilize esse espaço para divulgar resenhas e promoções (existe outras maneiras de divulgar seu trabalho), comente e deixe o link do seu blog que irei visitar;

- Os comentários são muito bem vindos e importantes, pois enriquecem o conteúdo;

- Se você quer receber a resposta por e-mail, assine com a sua Conta do Google e marque a caixa "Notifique-me".