segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Livro: Eu estive aqui




Título original: I was here
Autora: Gayle Forman
Editora: Arqueiro
Páginas: 240
Assunto: Drama


Cody acaba de ler o pior e-mail que uma pessoa pode receber, sua melhor amiga decidiu que não compensava continuar vivendo, e aos dezenove anos decidiu cometer suicídio.

"Sinto informar que precisei dar fim a minha própria vida. Estou adiando esta decisão há muito tempo, e ela é minha e de mais ninguém. Sei que isso lhe causará sofrimento, e lamento que seja assim, mas saiba que eu precisava acabar com minha dor. Não tem nada a ver com você, mas tudo a ver comigo. Não é culpa sua.
Meg"

Meg ganhou uma bolsa de estudo em Tacoma, mesmo com todos os planos de fazerem faculdade juntas, Cody não mudou-se por não ter condições financeiras. Com a promessa de visitas constantes elas se separaram. Porém cada vez uma desculpa era dada, os dias foram passando e continuaram a se falar somente por e-mails.

Meg foi encontrada em um quarto de motel, onde deixou uma generosa gorjeta ao lado de seu corpo. Cada detalhe de sua morte prova que realmente ela planejou tudo minuciosamente.

"Me tornei um veneno. Se me beber, você morre."

A pedido dos pais de Meg, Cody viaja até Tacoma para buscar os pertences da amiga. Lá, conhece os estudantes que dividiam a casa, ouve relatos de como era a convivência entre eles, acaba conhecendo também Ben McCallister, um guitarrista que aparentemente se envolveu com Meg.

Ao retornar Cody ganha o Notebook que pertencia a amiga, onde ela esbarra com um arquivo corrompido misterioso na lixeira. Mesmo com medo de conhecer esse lado da história ela decide investigar os últimos passos de Meg. O que teria levado a doce menina cometer suicídio?

"Você tinha um monte de pedras nas mãos, então resolveu limpá-las, deixá-las bonitas e fez um colar. Meg ganhou um colar de joias e se enforcou com ele."

Com os personagens realísticos, a autora nos convida a conhecer uma história triste mas de superação. Tendo como alvo o publico jovem a narrativa feita em primeira pessoa é simples, a trama é bem desenvolvida, onde o mistério instiga a leitura.

A maneira que cada personagem foi construído é impressionante, pois cada um possui suas mazelas o que torna tudo mais real, comovente. Os sentimentos da protagonista muitas vezes são confusos, típicos da idade.

O livro nos mostra que é possível seguir a vida após uma perda, além disso, mostra também como é importante estarmos atentos aos nossos jovens, que depressão não é "tudo coisa da cabeça", é uma doença séria, pessoas morrem a cada dia por estarem sofrendo caladas.

Para completar ao término da leitura temos uma "Nota da autora" onde ela relata sua inspiração para o livro e deixa alguns dados alarmantes, entre eles que o Brasil é o oitavo país com maior índice de suicídio segundo a Organização Mundial da saúde (OMS).

"Preciso fazer isso - fazer alguma coisa - sozinha. Por Meg. E por mim."


- Livro obtido no sorteio realizado pela editora Arqueiro.

Quero agradecer a Editora pelo kit e pela oportunidade de conhecer mais um trabalho da autora Gayle Forman.

0 comentários:

Postar um comentário

IMPORTANTE

- Não utilize esse espaço para divulgar resenhas e promoções (existe outras maneiras de divulgar seu trabalho), comente e deixe o link do seu blog que irei visitar;

- Os comentários são muito bem vindos e importantes, pois enriquecem o conteúdo;

- Se você quer receber a resposta por e-mail, assine com a sua Conta do Google e marque a caixa "Notifique-me".