segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Livro: Mar da tranquilidade




Título original: The sea of tranquility
Autora: Katja Millay
Editora: Arqueiro
Páginas: 368
Assunto: Romance / Sick-lit


Nastya Kashnikov passou por uma experiência traumática, sua vida simplesmente não será mais a mesma, para marcar essa mudança ela precisa sair da cidade, morar com sua tia e recomeçar.

452 dias se passaram desde que ela se lembrou, antes ter ficado escondido em um cantinho do cérebro o trágico dia, pois agora são 452 dias de silêncio, para não precisar compartilhar a dor com seus pais ela escolheu se calar.


"Ruídos altos nos impedem de ouvir os baixos, e são os baixos que devemos temer."

Sua vida, até então solitária, passa por um prisma chamado Josh Bennett, tão antissocial quanto ela, ele parece ser capaz de conjurar uma redoma, onde meros mortais são incapacitados de transpassar.

Josh possui muitos monstros, todos que ele amavam partiram, como a morte ronda sua vida ninguém ousa perturbá-lo. Aos 17 anos vive sozinho e isolado de todos.

Atraída pelo poder que ele tem de se manter afastado, Nastya começa a passar horas em sua companhia, em uma marcenaria improvisada na garagem da casa em que vive. 

Ciente das dificuldades em manter uma relação saudável com alguém que possui tanto medo do passado, Josh aos poucos vai ganhando a confiança de Nastya, dando chance ao amor, a confiança.


"Eu vivo num mundo sem magia nem milagre. Um lugar onde não há clarividentes nem metamorfos, anjos ou garotos super-humanos para nos salvar. Um lugar onde as pessoas morrem e a música se desintegra e tudo é um saco. O peso da realidade nos meus ombros é tão grande que às vezes me pergunto como ainda consigo erguer os pés para caminhar."

Narrado em primeira pessoa, podemos acompanhar o ponto de vista dos dois protagonistas, o livro é dinâmico, envolvente, durante todo o desenrolar da trama fiquei buscando respostas. O que aconteceu com a personagem? Por quê?

Uma a uma elas foram sanadas, porém tinha uma que me intrigava mais: qual motivo levou Nastya a confiar em Josh, sendo que ela afastava todos? Foi passando e nada, já tinha me decidido, era um livro bom, só bom, nada mais, até que a última frase chegou, com ela minha resposta, e que resposta, o livro me ganhou completamente nessa hora.

Uma história de  esperança, que não deixa pontas soltas, tudo se encaixa perfeitamente, cada coisa tem seu motivo, os personagens são profundos, romance e drama na medida certa.  Em suma, um livro reflexivo que ganhou meu coração e estará para sempre entre meus favoritos.


"... Ela é capaz de fazer mais do que pensa. Mas, por alguma razão, não quer nem tentar. – E eu posso ser sua outra mão quando você precisar."

0 comentários:

Postar um comentário

IMPORTANTE

- Não utilize esse espaço para divulgar resenhas e promoções (existe outras maneiras de divulgar seu trabalho), comente e deixe o link do seu blog que irei visitar;

- Os comentários são muito bem vindos e importantes, pois enriquecem o conteúdo;

- Se você quer receber a resposta por e-mail, assine com a sua Conta do Google e marque a caixa "Notifique-me".