segunda-feira, 7 de abril de 2014

Livro: Eu me chamo Antônio




Literatura Brasileira

Autor: Pedro Gabriel
Editora: Intrínseca
Páginas: 192
Assunto: Poesia



Antônio é um personagem boêmio, de bar em bar ele vai deixando sua história gravada em frágeis guardanapos de papeis. 

Os autos, baixos, esperanças, incertezas e magoas são relatadas poeticamente com uma linguagem simples e uma letra rebuscada.


Diferente de tudo que eu já tinha lido, o livro realmente nasceu em uma mesa de bar. Enquanto Pedro Gabriel esperava seu chopp e um rosbife no Café Lamas, um conhecido bar do Rio de Janeiro, foi dando forma em seus pensamentos em um guardanapo de papel. 

Com medo de perder esse material ele começou a fotografar e postar na internet, o que ele não contava que um ano depois isso estaria impresso em um livro que pode ser considerado uma verdadeira obra de arte.



Repleto de bom humor, trocadilhos inteligentes, as desventuras do personagem podem ser acompanhadas sequencialmente ou lidas aleatoriamente. 

Dependendo do grau da "bebedeira", a letra muitas vezes está ilegível, mas no final contamos com um sumário com todo o conteúdo dos guardanapos.

Curiosidades:

- Para quem não sabe o autor (nascido na África) mudou-se para o Brasil aos 12 anos. Seu nome é Pedro Antônio, mas nem os familiares o chamam assim;

- Os guardanapos impressos no livro são inéditos, nunca foram postados na Fan Page;

- Segue o primeiro guardanapo feito por Pedro Gabriel:



Você pode acompanhar o trabalho do autor seguindo a página "Eu me chamo Antônio" no Facebook.



Comente...

8 comentários:

  1. Que trabalho show. Realmente o autor teve uma criatividade incrível. Obras em guardanapo? Quem imaginaria uma coisa dessas?
    Perfeito!
    Adorei seu blog, visite o nosso, será uma satisfação. Se gostar e tiver interesse em seguir, só nos avisar que iremos retribuir com muito carinho.
    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso Top Comentarista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, realmente ficou muito lindo o livro depois de pronto.
      Obrigada pelo carinho
      Beijinhos

      Excluir
  2. Realmente a criatividade chega a qualquer hora, adorei ver essas tiras que o autor fazia, engraçado como as coisas ganham repercussão assim né. É muito show =D

    ||TERRA DE FAGULHAS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Michael, realmente a criatividade chega sem avisar e precisa ser aproveitada ao máximo.

      Excluir
  3. ... Dependendo do grau de bebedeira... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Amei isso!!!
    Não tenho esse livro, mas um grande amigo meu tem, e toda vez que vou lá, fico olhando as páginas, completamente encantada com o trabalho gráfico que ele livro teve. Lindo de morrer!!!

    bjuss
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkk mais é bem assim amiga, tem alguns guardanapos que custei para entender.
      Realmente o livro é lindo, um trabalho gráfico de tirar o chapéu!

      Beijinhos ♥

      Excluir
  4. Essa curiosidade foi bem interessante não sabia que Antonio tinha nascido na África. Amei essas frases dele de guardanapo que você escolheu, são umas das que mais gosto (apesar que é dificil não gostar de alguma que ele escreve ne? ♥ Gostei da sua resenha, você passou bem o proposito do livro, trechos e fez isso sem colocar um texto gigante. Parabéns! Vou acompanhar mais seu blog. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Karina, realmente é difícil não gostar das frases o livro em si é muito lindo.
      Obrigada pelo carinho, seja bem vinda ao Relíquias ♥

      Excluir

IMPORTANTE

- Não utilize esse espaço para divulgar resenhas e promoções (existe outras maneiras de divulgar seu trabalho), comente e deixe o link do seu blog que irei visitar;

- Os comentários são muito bem vindos e importantes, pois enriquecem o conteúdo;

- Se você quer receber a resposta por e-mail, assine com a sua Conta do Google e marque a caixa "Notifique-me".